Sobre Mim.

Muita gente me conhece, mas poucos sabem quem eu realmente sou.
Neste espaço, vou dar-vos a conhecer melhor a minha pessoa.

Marisa Zenha - percurso Académico

Percurso Académico

Nunca sonhei ser dentista. Aliás, ainda me recordo bem da fobia que me acompanhava quando, ainda criança, em pleno inverno, às 08h da manhã, me sentava na cadeira do dentista. Como era muito gulosa, tinha algumas cáries e essas idas à clínica dentária eram tudo menos agradáveis para mim.

Não tenho dentistas na família e nada fazia adivinhar o percurso académico e profissional que acabei por seguir. No secundário, já tinha as ideias mais ou menos definidas. Medicina foi o meu primeiro sonho, embora também gostasse de arquitetura e até de engenharia mecânica pela parte da manualidade e da construção e da reconstrução.

Porém, para mim, a parte humana foi sempre muito importante. E quis o destino que, por iniciativa da minha irmã, acabasse por ingressar num bacharelato com especialização em prótese dentária.

Não fazia ideia do que me esperava; do que se tratava. Certo é que não demorei muito tempo a perceber que era, sem dúvida, aquilo que queria fazer para o resto da minha vida. Foi um curso extremamente prático, que me preparou muito bem e me permitiu perceber exatamente o que era o trabalho de um dentista.

No terceiro ano e no dia do meu aniversário, tive oportunidade de atender o meu primeiro paciente.

Apesar de algum nervosismo, sentia-me muito confortável e preparada, sem nunca ter deixado de manter uma postura humilde, curiosa e aberta ao conhecimento.

Outro momento marcante do meu percurso académico, foi quando fui estudar para Barcelona e onde tive a honra de ser aluna do Professor Prof. Dr. Tomás Escuin Henar, um dos melhores a nível europeu em prótese e em reabilitação de prótese. Foi uma experiência imersiva, intensa e que recordo até hoje pelos melhores motivos!

Outro marco na minha vida académica e profissional aconteceu com o estágio que realizei no Hospital de Gaia com pacientes oncológicos, vivência que influenciou bastante o trabalho que tenho vindo a desenvolver.

Clínica

Tive experiências profissionais muito felizes e gratificantes que me permitiram ganhar espírito crítico e contribuíram para que o projeto de ter a minha própria clínica ganhasse forma.

O meu objetivo era ter uma equipa multidisciplinar que prestasse serviços diferenciados. E é isso que carateriza a minha clínica! Mensalmente, todos os colaboradores se reúnem e discutem os vários casos que têm para tratar.

É impossível não nomear alguns dos membros da minha equipa, como: Dr. Pedro Fonseca (Ortodontia); Dr. Hélder Oliveira (Periodontologia); Dra. Mariana Soares (Odontopediatra); Dr. João Carvalho (Endodontia) Dra. Raquel Carvalho e Dra. Mónica Miranda (Generalistas); Dr. Sérgio Neto (Fisioterapeuta); Prof. Doutor Horácio Costa, Dr. Horácio Zenha e Dra. Sara Cunha (Cirurgia Plástica e Maxilo-Facial).

Para mim, só faz sentido trabalhar com os melhores, para que possa haver evolução. E, para mim, também é essencial que cada um conheça o seu limite.

Outra ambição concretizada era a de ter uma clínica, cujo espaço e ambiente transmitissem conforto aos pacientes e convidasse ao relaxamento. O símbolo da clínica, em bronze/dourado, também foi pensado para se destacar dos demais. Há quem veja nele o interior de um implante, uma estrela ou até uma mandala…

Marisa Zenha - Clínica

Todos os casos que recebemos na clínica são desafiantes, únicos e especiais à sua maneira. Porém, um dos mais marcante foi o de um paciente a quem conseguimos devolver funções básicas como engolir, falar e conter a saliva.

Sem dúvida que os pacientes a quem consigo devolver qualidade de vida são os que mais me tocam. Agora que penso nisso, talvez esta minha sensibilidade se deva ao facto de ter tido uma avó que teve um tumor maxilar e de ter assistido à sua perda de qualidade de vida…

Marisa Zenha

Outras Experiências

Paralelamente às formações na minha área profissional, sempre quis crescer noutros campos. Frequentei a escola I have the power, que me ajudou a superar o desafio de falar em público. Também fiz um curso de Programação Neurolinguística, onde aprendi a formatar o cérebro para o cérebro. Desde aí que todos os meus sonhos e projetos se concretizam…

Continuo a fazer voluntariado no Hospital de Gaia, junto de doentes oncológicos, aos quais procuro reabilitar a saúde oral, afetada pela doença ou pelos tratamentos e que, por vezes, se tornam em casos de life-changing.

Esta é outra experiência marcante da minha vida profissional. Considero um privilégio e uma prova de confiança alguém me dar a oportunidade de restabelecer a sua auto-estima e o seu amor próprio. Também já tratei casos de life-changing na televisão, aquele que foi o meu maior desafio pessoal e profissional até agora.

Redes Sociais

As redes sociais são uma ferramenta de trabalho essencial para mim. Elas permitem-me divulgar casos e mostrar o trabalho realizado na clínica. Dão-me ainda alcance geográfico e, nesse sentido, foram fulcrais no meu percurso profissional e no da clínica.

Apresentar-me digitalmente fez com que eu ficasse mais próxima das pessoas. Ser seguida por quase 30 mil pessoas no Facebook e 14,5 mil no Instagram é verdadeiramente inspirador e motivante!

Redes Sociais
Marisa Zenha

Panorama Nacional

Para falar sobre saúde oral em Portugal, é preciso ter em conta a idade dos pacientes a que nos referimos. Se a geração com mais de 50 anos é mais descuidada com a saúde oral; a geração dos 30 e dos 40 anos já tem mais cuidado, embora ainda sinta algum receio de ir ao dentista. Por outro lado, as gerações mais novas já são muito mais atentas ao estado dos seus dentes e já procuram o dentista sem medos e até por razões estéticas.

É também com orgulho, mas humildade, que posso afirmar que quase 100% dos meus pacientes já não tem qualquer fobia de ir à clínica. Acho que a própria fobia que eu tinha (e o desconforto que ainda hoje sinto na cadeira do dentista) me ajudaram e ajudam a compreender, a respeitar e a “tratar” o medo de alguns pacientes.

Apesar de ter uma profissão “dominada” pelo género feminino (cerca de 80% dos dentistas a trabalhar em Portugal são mulheres), este ainda é um meio onde as mulheres estão pouco representadas, nomeadamente nos congressos, como oradoras. Este é um aspeto que, sem dúvida, gostava que fosse diferente, sendo que procuro contribuir para essa mudança!

Família

A família é a primeira empresa que temos. A primeira equipa que gerimos. Para mim, ela é essencial na concretização e na manutenção de todos os meus projetos.

O meu marido funciona como um rochedo ou um pilar, ajudando-me e confiando em mim, assim como a minha mãe que acredita muito no meu trabalho. Sendo mulher, seria impossível fazer tudo o que faço e ter construído tudo o que construí sem eles!

família Zenha
Marisa Zenha - futuro

Futuro

O futuro alimenta-se de projetos, sonhos e ideias! Alguns dos que estão na gaveta são concluir o meu doutoramento e ampliar a clínica, apostando sobretudo na parte da formação.

Como médica dentista quero sempre evoluir mais e fazer a minha clínica crescer. Para isso, é essencial manter o foco e a concentração; alimentar-me de pensamentos positivos; e rodear-me de pessoas boas e competentes!

A minha equipa é uma parte de mim, tenho a felicidade de estar rodeada de pessoas extremamente competentes e com um grande sentido de responsabilidade. Estou segura que sem um suporte diário o caminho até ao sucesso é mais lento.

Contactos.

Entre em contacto através do formulário,
ou envie um email diretamente:
geral@marisazenha.com

Morada da Clínica Zenha.

Bessa Leite Complex,
R. António Bessa Leite 1468 Loja 16,
4150-074 Porto